.

sábado, 4 de outubro de 2008

MONEY IS A MANY SPLENDORED THING



$ $ $ THE WALL STREET SONG $ $ $

“Money is a many splendored thing
It's the April rose that only grows in the early spring
Money is nature's way of giving a reason to be living
The golden crown that makes a man a king”


Comentário sobre a notícia:

Publicado no Diário Catarinense, 02 de outubro de 2008

“Vivemos aqui no Brasil reclamando contra a impunidade. Acho que lá nos Estados Unidos o pessoal está passando pelo mesmo problema. Muita gente por aqui está torcendo para que os vigaristas de Wall Street sejam remunerados com o dinheiro do contribuinte americano. Estes US$700 bilhões não vão evitar o colapso financeiro mundial, vão apenas retarda-lo. Essa dinheirada servirá apenas para manter o "statu quo" das finanças mundiais, e reembolsar os estelionatários dos fundos de investimentos, hedges e outras vigarices altamente sofisticadas, que tomaram de assalto o mercado do dinheiro no mundo inteiro. Seria melhor que todos se unissem e criassem um novo sistema financeiro mundial. Esta é a oportunidade de varrer da face da terra a maldita raça de especuladores e começar uma nova ordem capitalista. Não dar dinheiro aos pilantras de Wall Street será a maneira de reaproximar o capital do ser humano. Fazer com que a produção de bens reais comece a atrair a humanidade que está cada vez mais afundando os neurônios no mundo virtual da malandragem, querendo retirar dele fortunas da noite para o dia. No outro lada dessa ponta a miséria se propaga geometricamente. Se quisermos, poderemos transformar o caos dessa situação no ponto de partida de uma nova vida para toda a humanindade.

WILSON GORDON PARKER
wgparker@oi.com.br
Nova Friburgo (RJ)

JORNAL DO BRASIL, 06 outubro 2008
Dinheiro na mão é vendaval
Maria Clara Bingemer, teóloga e professora da PUC

Como diz o mestre Paulinho da Viola, dinheiro na mão é vendaval. Ou seja, não há nada mais frívolo, volátil, enganador e traiçoeiro do que o dinheiro, o vil metal, que compra tudo, até a consciência, até a alma, mas nunca a paz e a tranqüilidade.
[LEIA MAIS...]

JORNAL DO BRASIL - 06 de Outubro de 2008

Ateus batem à porta das religiões
Leonardo Boff, teólogo

[..]Ciência e religião devem mudar. A ciência até hoje não respeitou a alteridade dos seres. Colocou-se acima, dominando-os. A religião não se livrou ainda de seu fundamentalismo na leitura dos textos sagrados [...]
[LEIA MAIS ...]

1 Comentários:

  • Desculpe amigo
    Morei e Friburgo e foi a pior experiencia de toda a minha vida, pois nunca tinha visto um lugar com tanta gente desonesta e mafiosa.Tive que sair correndo antes que me roubassem tudo o que tinha.
    Achei que não existisse um lugar, principalmente com a "fama de Suiça Brasileira"(!?!?)onde menos de 1% da população se comporta de forma honesta.

    Por Blogger Fernando, às 6 de novembro de 2009 07:19  

Postar um comentário

<< Home